lunes, 24 de diciembre de 2012

PRESIDENTE DILMA É LÉSBICA?

 

---------------------------

http://blogs.diariodepernambuco.com.br/lgbtudo/2012/09/apaixonada-por-dilma-mulher-volta-a-invadir-o-palacio/

Apaixonada por Dilma, mulher volta a invadir o Palácio



Edimeire afirma que é "o esposo" da presidente. Fotos: Iano Andrade/CB/D.A.Press
A história de Edimeire Celestino tem chamado mesmo a atenção da mídia e sensibilizado os internautas nas redes sociais… E não é para menos! Em menos de uma semana, ela invadiu duas vezes o Palácio do Planalto, em Brasília. O motivo? Apaixonada por Dilma Rousseff, ela insiste que é “o esposo” da presidente. Na terça-feira da semana passada, aos prantos, ela repetia: “Eu vim aqui chamar a Dilma para se casar comigo. Eu sou o esposo dela. Eu não estou chorando porque eu apanhei, gente. Estou chorando porque estou apaixonado, estou amando!” E esclareceu qual era seu objetivo ali: “Eu queria sequestrar a presidente. Queria levar ela para o meu cativeiro, o meu coração, a minha vida”, disse.
Na manhã desta terça-feira, ela tentou novamente chamar a atenção da petista. E, mais uma vez, foi contida pela segurança do Palácio. Antes que crucificarem Edimeire e a chamarem de “louca”, ela foi examinada no hospital e atestaram que ela não tem nenhuma alteração clínica. Custa acreditar que apenas uma fã apaixonada pela presidente? Quando aquelas menininhas de 13 anos cortam os pulsos por causa do Justin Bieber ninguém fala nada, não é? Agora, o pessoal das redes sociais já está em polvorosa pedindo um pronunciamento oficial de Dilma sobre essa história de amor platônico…

Edimeire, quando foi detida, na terça-feira passada, ao tentar invadir o Palácio do Planalto
Saca só a matéria que a Agência Globo soltou agora de tarde:
“A mulher que semana passada tentou invadir o Palácio do Planalto dizendo-se “marido” de Dilma Rousseff voltou a procurar pela presidente na manhã desta terça-feira no Palácio da Alvorada. Ao notar a presença de Edimeire Celestino da Silva, a segurança da presidente chamou a polícia. De acordo com os policiais que conversaram com Edmeire, desta vez ela estava mais calma e disse que só deixaria o local quando a presidente Dilma Rousseff aceitasse seu pedido de casamento.
A PM explica que policiais não detiveram Edmeire porque ela não estava cometendo nenhum delito e estava a uma distância regular da guarita do Palácio. Ela foi convencida pelos policiais a deixar o local, mas logo depois voltou e se sentou em uma calçada próxima.
Na semana passada, Edmeire, de 29 anos, foi imobilizada pelos seguranças da guarda presidencial e levada a um hospital de Brasília após tentar invadir o Palácio do Planalto. Identificada como um homem a princípio, Edimeire estava visivelmente perturbada, dizia ser “marido” da presidente Dilma Rousseff e fez declarações de amor a ela. Após ser examinada no hospital, descobriram que ela era mulher e atestaram que ela não tinha alteração clínica.”


----------------------------------------------------
FONTE:
http://noticias.r7.com/distrito-federal/noticias/jovem-que-tentou-invadir-planalto-para-se-casar-com-dilma-e-uma-mulher-20120911.html

Jovem que tentou invadir Planalto "para se casar com Dilma" é uma mulher

Hospital confirmou a informação e disse que Edimeire foi transferida para a psiquiatria
Do R7, com TV Record | 11/09/2012 às 21h29
Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr
Jovem se diz marido de Dilma e tenta invadir o Palácio do Planalto
Veja a galeria completaQuando tentou invadir o Planalto, Edimeire se apresentou como "esposo de Dilma"

Publicidade
O Hospital Regional da Asa Norte confirmou que a pessoa que tentou invadir o Palácio do Planaldo nesta terça-feira (11) "para se casar com Dilma" na verdade é mulher. Edimeire Celestino da Silva, de 29 anos, foi atendida na Emergência da unidade e transferida para a Psiquiatria do Hospital de Base do DF.
Quando tentou invadir o Planalto, Edimeire se apresentou como "esposo de Dilma". “Eu quero sequestrar a Dilma porque ela é meu coração!” foi a frase dita por ela quando foi abordada pela segurança da Presidência da República. Edimeire disse que queria se casar com a presidente Dilma Rousseff.

Após ser contida, ela criticou a segurança da Presidência por não tê-la matado ao tentar subir a rampa do Palácio do Planalto. 

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada